Blog Escola Linux

  

Por que o Linux não deslancha no desktop?

Por que o Linux não deslancha no desktop?

A total dominação Linux está longe de acontecer, e por alguns motivos já perceptíveis pelos usuários. O desktop Linux é um deles. Hoje em dia a penetração do Linux no desktop ainda é muito baixa, mas por que isso ocorre? Para saber a resposta dessa pergunta, acompanhe o artigo e as explicações abaixo.

Linux no desktop é possível?

Muitas pessoas culpam a Microsoft por não abrir espaço para novos sistemas operacionais e, até mesmo, há rumores de que essa empresa pressiona os fabricantes para que os mesmos só desenvolvam aplicativos e demais ferramentas para o Windows. No entanto, a realidade é bem diferente do que dizem os boatos. Especialistas explicam que os culpados por não haver Linux no desktop são dos próprios fabricantes de hardwares. São eles os responsáveis por não querer desenvolver nada estável e inteligente para esse sistema operacional. Isso acontece por que os fabricantes de hardwares não podem controlar o seu próprio código no Linux Kernel. Além disso, não acompanham a evolução do sistema para poder lançar atualizações suficientes.

Por ser um sistema aberto e altamente adaptável, o Linux passa por diversas modificações, alterações e alguns drivers passam a não ter mais suporte. Sendo assim, os fabricantes precisariam substituí-los. Os desenvolvedores do Linux estão sempre prontos para essas mudanças, no entanto, é sempre um processo burocrático que precisa de documentos que liberem a feitura e a construção de ferramentas necessárias.

Por esse motivo há uma certa "briga" com o Windows nesse sentido, pois o seu kernel sofre poucas modificações. Os fabricantes de hardware demoram muito tempo, até mesmo anos, para desenvolver um novo drive porque é possível "reaproveitar" o código que já foi gerado. Se o Linux, por exemplo, tivesse uma API que demorasse pelo menos 5 anos para mudar, certamente haveriam mais drivers estáveis e disponíveis para os usuários.

Os "problemas" com o Linux não param por aí. Não é só no mundo dos drivers a que esse sistema operacional se limita. Os teclados multimídias não funcionam no desktop Linux. No momento, qualquer empresa que desenvolva drivers proprietários nunca terão suporte completo e satisfatório do Linux e, sendo assim, cabe aos amantes desse sistema operacional esperar pelo futuro. Atualmente sabe-se que algumas distribuições do Linux possuem os seus próprios desenvolvedores. Isso tem como consequência amenizar o impacto negativo de alguns drivers. Diante desses impactos no dia a dia dos usuários entende-se o porquê do Linux ser usado, em grande escala, em supercomputadores e servidores. Nessa alta tecnologia, de computadores mais rápidos, o sistema operacional traz diversos benefícios e, hoje em dia, ocupa cerca de 99% das máquinas da super computação.

Há quem não desista do Linux e o instale em seu computador para poder aprender e descobrir novas utilidades do seu sistema. O desktop Linux evoluiu muito nos últimos anos. A cultura e o comodismo das pessoas em continuar a usar o mesmo sistema ano após ano pode ser outro motivo da demoração da adoção do Linux no Desktop.

E você? Utiliza Linux no Desktop? No trabalho ou em casa? Deixe seu comentário abaixo!

Curso Online Administração CentOS

Curso Online Administração Debian


Instalei o Linux, e agora?
Banco de dados PostgreSQL: seu banco de dados na v...

Artigos Relacionados

Google Analytics Alternative