Blog Escola Linux

  

Programação Shell - Primeiros passos!

Programação Shell - Primeiros passos!

Você sabe o que é Shell Script? Esse tipo de programação nada mais é do que uma ferramenta muito poderosa de automação de instruções, sendo que, a partir de um arquivo de texto executável, o usuário ou até o próprio sistema são capazes de realizar uma sequência de testes, instruções e operações.

O uso mais comum desse tipo de programação pode ser em executáveis de instalação ou configuração e também para gerar relatórios e análises de testes dos mesmos. Acompanhe nossas explicações!

O que significa Script e Shell?

O script pode ser entendido como arquivos executáveis, com instruções conhecidas, claras e definidas, que podem ter sua execução feita por um interpretador, possuem certas sequências, como a de funções, que devem ser executadas em serie pelo interpretador.

Pode-se compreender o Shell como o interpretador de instruções e comandos, nesse caso em particular do sistema Linux. Assim que o interpretador executa as suas funções, o Shell tem como objetivo interpretá-las de forma correta, por isso ele é chama de interpretador de comandos.

Por que utilizar esse tipo de programação?

Script e Shell é tão comumente usada por conta de facilitar de maneira considerável o trabalho e a vida de quem administra o sistema e também de qualquer outro usuário. Os resultados dessa programação são refletidos, por exemplo, no aumento da velocidade e facilidade. Um exemplo disso é na hora de se utilizar do e-mail que, ao invés de copiar e colar diversas vezes o mesmo e-mail, é possível executar um Shell Script para esse programa.

Isso acontece porque ele cria um arquivo texto com a mensagem padrão e com a assinatura, cria um outro arquivo texto com o nome dos destinatários e um script que faz a leitura dos nomes do arquivo e anexa a mensagem para cada um deles, utilizando, depois, uma função do tipo send-mail.

Quais são suas características e facilidades?

Suas terminologias e funções são nativas aos usuários do sistema Linux por utilizar comandos dele. Além disso, ela possui uma fácil e lógica compreensão, podendo ser editado como qualquer arquivo de texto, como em qualquer editor de texto padrão. Sua extensão ideal é a .sh, porém, pode possuir qualquer tipo diferente. A execução de tarefas é feita de maneira organizada, fácil e rápida e também pode ser distribuído e corrigido por toda a comunidade Linux, no caso de BUGS, por exemplo.

Não é necessário que haja um depurador e, caso ocorra algum erro devido à sintaxe, a solução é prática, basta apenas modificar e salvar o arquivo de novo, sem que haja a necessidade de realizar a compilação. É possível fazer praticamente qualquer coisa a partir de comandos, como a leitura e a gravação de arquivos, a conexão com endereços externos, o envio de e-mails, entre outros.

Os filtros desse tipo de programação são realmente muito poderosos, principalmente se forem combinados com awk e também possui suporte a algumas funções. Para quem não conhece nada ou conhece pouco sobre esse tipo de programação, por ser fácil de ser executada e comandada, pode ser feita por basicamente por qualquer pessoa, basta pesquisar e aprender.

E você? Já desenvolve scripts shell? Comece hoje mesmo com nosso treinamento!

Curso Online Programação Shell Script

Guia Prático 101 dicas para usar o Linux como um Profissional!

Os 5 primeiros passos para começar a programar em ...
Artes gráficas com software livre

Artigos Relacionados

Google Analytics Alternative