Blog Escola Linux

  

Qual distribuição Linux utilizar na minha empresa?

Qual distribuição Linux utilizar na minha empresa?

Qual Linux usar na minha empresa? Esta é uma das grandes dúvidas de muitos profissionais de TI quando o uso do Linux entra em pauta no setor corporativo.

Sabemos que o Linux possui centenas de distribuições e é natural existir dúvidas sobre qual distribuição pode ser melhor para cada empresa. E pensando neste assunto, separamos alguns pontos importantes a serem avaliados na hora de escolher qual distribuição instalar em servidores ou desktops na sua companhia. Acompanhe!

Qual o melhor Linux para a minha empresa?

Que o Linux é um excelente sistema operacional, isso tudo mundo já sabe, mas na hora de utilizá-lo dentro do ambiente corporativo, surgem muitas dúvidas. Afinal, qual o melhor Linux para minhas necessidades, qual Linux é mais leve e mais adequado? Para responder essas dúvidas é preciso inicialmente identificar onde será utilizado o Linux. Ou seja, tanto para utilizá-lo em desktops quanto para servidores, é preciso considerar os seguintes pontos:

Uso do Linux para desktop:

  • Deve ser leve;
  • Deve possuir versões sempre atualizadas;
  • Apresentar segurança adequada;
  • Design otimizado e fácil de ser utilizado pelos usuários;
  • Deve dar suporte para as ferramentas que a empresa utiliza;

Uso do Linux para servidor:

  • Deve ser seguro;
  • Estável;
  • Deve proporcionar facilidade na instalação de serviços;

Opções para desktop:

Linux Mint:

O Linux Mint é uma distribuição derivada do Debian e Ubuntu. Além de ser moderna e fácil de usar, esta distribuição conta com suporte completo para recursos multimídia, incluindo softwares como Adobe e Flash Player. Outro ponto interessante do Linux Mint, é a frequência das atualizações, que são lançadas duas vezes por ano.

— Leia também: Utilizar Linux ou Windows para o servidores de hospedagem?

Linux Ubuntu:

O Ubuntu é uma das distribuições mais conhecidas entre os usuários de Linux e também apresenta excelentes soluções para as empresas. Esta distribuição é ideal para ser utilizada em desktops, já que conta com uma interface e configuração amigável, em relação a outras distribuições.

Opções para servidor:

Red Hat Enterprise Linux:

A Red Hat Enterprise Linux é uma distribuição fabricada pela empresa Red Hat, líder mundial em plataforma corporativa Linux.

Criada com o foco no mercado comercial (incluindo mainframes), esta distribuição possui excelentes estabilidades e flexibilidades para criar ambientes híbridos, virtualizar ou lançar novos aplicativos. Outro fator de destaque é o suporte, treinamento e programa de certificação que são fornecidos pela própria Red Hat.

— Leia também: Como e Por Que Obter Uma Formação Linux Profissional?

SuSE:

O SuSE é um sistema criado para operar com grandes cargas de trabalho. Ele já vem pronto para as principais rotinas de trabalho das empresas, além de possibilitar interoperabilidade entre sistemas e até mesmo o uso de aplicações Office. Outra vantagem está na sua flexibilidade de instalação em workstations, portáteis, servidores ou thin-clients.

CentOS:

Considerada uma das melhores distribuições Linux para servidores, a CentOS é derivada de códigos distribuídos gratuitamente pela de Red Hat Enterprise Linux.

Por possuir compatibilidade com pacotes de softwares preparados para sistemas da Red Hat, o CentOS acaba tendo o mesmo nível de segurança e suporte através de updates, porém sem custos.

A estabilidade e a robustez são características marcantes desta distribuição que também pode ser utilizada em desktops.

Debian:

O Debian é uma das distribuições Linux mais antigas e por representar um sistema operacional bastante sólido, seu código acabou dando origem para mais de 140 outros sistemas. Utilizado em servidores e desktops, esta distribuição possui compatibilidades com mais de 37,5 mil pacotes de programas, dentre ele o LibreOffice, Iceweasel e o Evolution.

Saber qual Linux utilizar dentro da sua empresa pode parecer uma tarefa difícil, já que em meio a diversas opções, é muito comum haver indecisão na hora da escolha. No entanto, conforme vimos, é preciso inicialmente identificar qual será a real necessidade do uso da distribuição dentro da sua empresa.

Cada distribuição possui uma característica única e desta forma, é preciso identificar precisamente a solução que melhor irá se adaptar as necessidades de um servidor ou desktop em sua companhia.

Vale lembrar que além das distribuições citadas neste artigo, o Linux conta com muitas outras opções que devem ser analisadas pelo profissional ou equipe de TI, a fim de identificar qual delas possui as características e funcionalidades ideais para o cenário da sua empresa.

E você, utiliza alguma distribuição Linux em sua empresa? Compartilhe conosco sua experiência nos comentários.

Curso Online Administração CentOS

Curso Online Administração Debian

Boas práticas para o Help Desk da sua empresa
Os 6 primeiros passos para aprender Java

Artigos Relacionados

Google Analytics Alternative